da PESQUISA das LEMBRANÇAS MATERIAIS

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

lábios

não entendo que pose tomas
tão pouco este equilíbrio
entende. Até mesmo o por que
do que sou atraído

Sei, da pele tão cínica
que olho tanto que não sei
qual a cor, na verdade
cinza ou morena, talvez

mas entenda
que estupidez, perder
certo, um sorriso
mesmo neste pouco ater

e simples, bem simples
sumo, instantâneo
e certo, uma maldade
dum beijo simultâneo

equivalente no tempo
é coberto, aqui, não cabe relento
é sob a morada, clava
que vos, eu aparento

leve singela
esse sobresalto
vermelho, cristo
pecador resalto




Um comentário:

  1. gostei do ritmo da poesia
    me lembra os poemas de Vinicius de Moraes!
    Parabens!

    ResponderExcluir